Conteúdo do site

image59

2ª Edição

  

Foi lançado na Feira do Livro de Porto Alegre, do ano passado. Em menos de um ano depois, os 500 exemplares foram para bibliotecas e mãos de leitores.

“O Soldado João, é um olhar além da farda; um gerador de empatia”.

Conforme profetizou o escritor Alcy Cheuiche, ao escrever na orelha do livro, todos que o leram são unânimes em dizer:

“Agora, toda vez que olho para um brigadiano ou uma brigadiana, lembro-me do Soldado João e da Soldado Rosário”.

As razões disso, também foram previstas e ditas pela escritora Ariane Severo, na contracapa:

“Este livro carrega uma pessoa e uma mensagem: O Soldado João, sua humanidade e compromisso com a ética da Brigada Militar, disponibilidade e entrega à profissão. Personagem que nos convence e cativa com sua bondade, que vive conflitos em harmonia com sua consciência. João é um formador de consciências”.

Encomendas também pelo WhatsApp: 51-985940921.

Semana Literária

Semana Literária GNU/2018

image60

  

Pré-lançamento do livro "O Soldado João" na 7ª Semana Literária do Grêmio Náutico União, em novembro de 2018, publicado na revista de dezembro de 2018.

Revista Dores dez/2018

image61

Matéria da revista do Clube Recreativo Dores de Santa Maria/RS, em dezembro de 2018, sobre o escritor Amauri A. Confortin e o livro "O Soldado João".

Conto do livro no vestibular

image62

Conto do livro "O Soldado João" utilizado no vestibular de direito da Faculdade da Fundação Escola Superior do Ministério Público. Dezembro de 2018.

Doação dos livros

image63

Doação dos livros "O Soldado João" e "O Serelepe e o Paradão" à Biblioteca Comunitária Girasol.

Doação do livro

image64

Doação do livro infantil "O Serelepe e o Paradão" para a Biblioteca Infantil Machado de Assis, de Nova Yorque, em 2018.

Doação

image65

Doação do livro "O Soldado João" para a Secretaría de Seguridad Ciudadana de la Ciudad de México. Janeiro de 2019

Fonte bibliográfica

image66

O livro "O Serelepe e o Paradão " servindo de fonte literária para Dissertação de Mestrado, que resultou no capítulo A literatura como mecanismo de inclusão, do livro "Olivas da Aurora - Direito e Literatura", de  Josiane Rose Petry Veronese.

Cadastro

Inscreva-se para receber novidades sobre o escritor, seus livros e eventos.